Flora Jequitibá-rosa Cariniana legalis Jequitibá-rosa Vulneravel

O jequitibá-rosa é uma árvore nativa do Brasil, também conhecido como jequitibá-vermelho, jequitibá-grande, sapucaia-de-apito, dentre outros. Jequitibá é um nome derivado do tupi-guarani, que significa “gigante da floresta”. E não é para menos, pois esta espécie é uma das maiores da flora brasileira e a maior da Mata Atlântica, alcançando de 25 a 35 metros em média, podendo atingir 50 metros de altura. Com isso, ao observar a floresta pelo alto, é possível perceber o quanto o jequitibá se destaca dentre as demais árvores vizinhas. Se o seu porte é enorme, o oposto ocorre com suas pequenas flores amarelas, que sequer atingem 1 centímetro de comprimento, cujas inflorescências surgem de setembro a março. Os frutos, por sua vez, são marrons e aparecem entre os meses de agosto e novembro. São cápsulas cilíndricas rugosas de 4 a 7 centímetros de comprimento, formato este que deu origem ao nome comum sapucaia-de-apito. O interior das cápsulas contém várias sementes aladas, que permanecem presas ali por um tampo até a época de dispersão pelo vento, fenômeno chamado anemocoria. O tronco do jequitibá-rosa é colunar com sulcos profundos e casca bem grossa, que apresenta propriedades adstringentes e também grande poder desinfetante. A distribuição geográfica do jequitibá-rosa estende-se pelas florestas ombrófilas densas da Mata Atlântica de Pernambuco a São Paulo, e nas florestas estacionais semideciduais do Mato Grosso do Sul a Goiás. Outro destaque desta espécie é a longevidade, com indivíduos atingindo mais de 500 anos de idade. Atualmente, Cariniana legalis está ameaçada de extinção, em decorrência tanto da exploração madeireira quanto da destruição do seu habitat. Com isso, há estimativas de que esta espécie tenha sofrido um declínio populacional de 50% nos últimos 300 anos.

  • Classe: Magnoliopsida
  • Ordem: Ericales
  • Família: Lecythidaceae

Distribuição
Pesquisas relacionadas

    Nenhuma pesquisa relacionada. Se você é pesquisador e tem interesse em pesquisar ou enviar sua pesquisa a respeito dessa espécie conheça a Área de pesquisa >>